Follow by Email

quinta-feira, 23 de outubro de 2014

peça de teatro infantil

Chapeuzinho Vermelho Missionária





  
PERSONAGENS:

CHAPEUZINHO VERMELHO
LOBO-MAU
VOVÓ


CENÁRIO: Floresta: árvores, flores, animais, etc. Uma das árvores deverá ser grande o suficiente para que o Lobo-Mau possa se esconder atrás dela.

ATO I:
     
 (Entra em cena Chapeuzinho-Vermelho. Feliz, ela pula amarelinha e entoando uma canção infantil.)


      (Lobo-Mau espia-a por detrás de uma árvore.)

      SONOPLASTIA:Suspense.

        (Chapeuzinho continua se divertindo com brincadeira infantil.)

 LOBO-MAU: (Com voz infantil) Oi, Chapeuzinho.

       CHAPEUZINHO-VERMELHO: (Parando subitamente) Quem é?

     LOBO-MAU: (Idem) Sou um menino frágil.
        CHAPEUZINHO-VERMELHO: Como é teu nome?
      floresta?
  
      LOBO-MAU: (Voz infantil) Eu estou perdido.

       CHAPEUZINHO-VERMELHO: Apareça. Eu quero te ver.

        LOBO-MAU:  Eu não posso.

      CHAPEUZINHO-VERMELHO: Por que não pode?

         LOBO-MAU: (Voz grossa) Meu nariz é muito grande... é... é... (Voz infantil) eu estou com o pezinho machucado. Mas o que você tem nessa cesta?

       CHAPEUZINHO-VERMELHO: Na minha cesta? Mamãe me deu uns docespara levar para a minha vovozinha. Aqui eu tenho: brigadeiros de amor ao próximo, beijinho de louvor a Deus, bolo de milho com recheio de oração,torta de maçã com cobertura de desvio do mal e muitos outros.

       LOBO-MAU: (Saindo do esconderijo) Hum! Que delícia, Chapeuzinho!
  
        LOBO-MAU: Você é Chapeuzinho-Vermelho. Em toda história da Chapeuzinho há um lobo.

        CHAPEUZINHO-VERMELHO: (Com medo) Lobo?
LOBO-MAU: É, e esse lobo é sempre mau.
CHAPEUZINHO-VERMELHO: (Ingênua) Se eu sou a Chapeuzinho...

      LOBO-MAU: Eu sou o Lobo-Mau. (Pula para assustar a chapeuzinho)

     CHAPEUZINHO-VERMELHO: Mas cadê o Bentinho?

        LOBO-MAU: Que Bentinho?

        CHAPEUZINHO-VERMELHO: Me enganou. Vou embora. Afinal, mamãe disse para eu não conversar com estranhos.

       
LOBO-MAU: Chapeuzinho me dê essa cesta.

·         
CHAPEUZINHO-VERMELHO: (Escondendo a cesta) Não!
É da minha vovozinha. Ela vai distribuir para todos aqueles que se sentem sozinhos, desamparados, precisando de um grande amigo. Esses docinhos foram retirados da Bíblia. É mensagem de salvação. E é isso que eu e vovó vamos fazer: levar as Boas Novas a aqueles que ainda não a conhecem.

·         LOBO-MAU: E vocês acham que isso vai ser fácil? Estou aqui para impedir. Há! Há! Há!Eu não vou deixar barato. Sou a pedra no caminho de vocês.

·         
CHAPEUZINHO-VERMELHO: Nós temos conosco a Pedra Angular.
LOBO-MAU: Essas Boas Novas jamais vão chegar as pessoas que estão perdidas. (Prepara as garras para pegar a chapeuzinho).

OS DOIS SAEM CORRENDO ( Um por uma fila e o outro pela outra fila).

·         LOBO-MAU: Eu conheço um atalho até a casa da velhinha. Jamais permitirei que essa mensagem chegue aos ouvidos das pessoas que sofrem, das pessoas abandonadas. Essa mensagem pode mudar a vida delas. E eu não vou deixar, ou eu não me chamo Lobo-Mau. (Uivando) Auuuu! Auhuhu! Há! Há! Há!

DEPOIS O LOBO VOLTA. (CHAPEUZINHO PERMANECE)
ATO II
CENÁRIO: Casa da vovó.
·         (Em cena vovó. Ela está arrumando a casa quando ouve um barulho na porta.)
·         VOVÓ: Quem está aí?
·         LOBO-MAU: (Imitando voz infantil) (De fora) É a Chapeuzinho-Vermelho, vovó.
VOVÓ: O que ouve com sua voz? Parece que esta meio rouca hoje.
·         LOBO-MAU: (Imitando voz infantil) Está muito frio aqui fora. (Falha a voz) Deixe-me... (Dá uma tossida) Deixe-me entrar, vovó.
·         VOVÓ: (Abrindo a porta) Mas você não é a minha Chapeuzinho.
LOBO-MAU: (Eu vou te pegar. Vou impedir você de anunciar as boas novas.? (Armando suas garras). AMARRA A VOVÓ (A VOVÓ SAI DE CENA).

LOBO-MAU: (FALA PARA O PÚBLICO) Eu sou mau. Não quero o bem de ninguém. Eu sou triste e quero que todos sejam tristes. Não quero que as pessoas tenham esperança.

·         (DEITA NA CAMA E ESPERA CHAPEUZINHO)
·         LOBO-MAU: As vezes até fico pensando: Por que ser mau? O que eu ganho com isso? Não tenho amigos. Meus parentes nem dão bola para mim. Vivo sozinho. As pessoas que tem Jesus são alegres, mesmo na tristeza. Gostam de se ajudarem. Isso parece um estilo de vida interessante. (Noutro tom) O que estou dizendo? Eu sou um lobo, e os lobos são maus.

(CHAPEUZINHO ENTRA PELO CORREDOR CANTANDO UMA MÚSICA)

ATO III
CENÁRIO: Casa da vovó.

(Em cena Lobo-Mau disfarçado de vovó)
CHAPEUZINHO BATE NA PORTA.

CHAPEUZINHO-VERMELHO: Abre, vovó. É a Chapeuzinho.

(Lobo-Mau pula na cama e se cobre.
·         LOBO-MAU: Entre, Chapeuzinho. A porta está aberta.
·         CHAPEUZINHO-VERMELHO: Tudo bem, Vovó? Ainda está deitada.
·         LOBO-MAU: Está tudo bem, minha netinha
.
CHAPEUZINHO-VERMELHO: Mas que voz grossa você tem, Vovó.


LOBO-MAU: É para proclamar as Boas Novas.
·         CHAPEUZINHO-VERMELHO: Mas que olhos grandes, Vovó!

LOBO-MAU: São para te vigiar melhor. Sempre a observo evangelizando as pessoas. Levando alegria aos corações. Você me enche de orgulho.
·         CHAPEUZINHO-VERMELHO: Mas que nariz grande você tem!

LOBO-MAU: São para cheirar melhor o perfume de Cristo em você.
·         CHAPEUZINHO-VERMELHO: Mas que boca grande você tem!

LOBO-MAU:(Com voz normal) Já chega!  Todo mundo sabe o que acontece. (Pulando da cama) São para te pegar.
·         CHAPEUZINHO-VERMELHO: Você não é a Vovó. Você é o Lobo-Mau. 
·         CHAPEUZINHO-VERMELHO: O que você quer?

LOBO-MAU: A sua cesta.


CHAPEUZINHO-VERMELHO: Não dou. Por que você quer os meus doces?
·         LOBO-MAU: Hum! Para jogá-los fora.
·         CHAPEUZINHO-VERMELHO: Mas o que você ganha com isso?
·         LOBO-MAU: Eu? Nada. Mas as pessoas também deixarão de ganhar. Eu não suporto ver as pessoas felizes. Cada pessoa que recebe essas doces, essas mensagens ficam alegres. Mudam de vida.
·         CHAPEUZINHO-VERMELHO: Mas por que você não experimenta dos meus doces?
·         LOBO-MAU: Você tem certeza que desperdiçaria a mensagem com um lobo
·         CHAPEUZINHO-VERMELHO: (Tirando um doce e oferecendo-lhe) Eu daria para você. Este é especial.
O LOBO MAU ACEITA O DOCE

·         LOBO-MAU: (FAZ A LEITURA É JOÃO 3:16)  “Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.”

CHAPEUZINHO-VERMELHO: O que achou?

LOBO-MAU: (Ainda degustando o doce) Nunca pensei que houvesse algo tão delicioso como esse... esse... AMOR DE DEUS. Eu nunca havia provado do “amor de Deus”.

CHAPEUZINHO-VERMELHO: (Entregando-lhe outro) Agora experimenta este. Ele é João 1:12.

LOBO-MAU: (Lendo) “Mas, a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, aos que creem no seu nome;” Mas será que essa mensagem é para mim? Eu sou um caso perdido.

CHAPEUZINHO-VERMELHO: Para Jesus não existe esse negócio de caso perdido. Pode ser o pior dos pecadores, Jesus aceita da mesma maneira. Você não é mau. (Tirando-lhe a máscara de lobo)

LOBO-MAU: Tem razão, sempre me escondi atrás de uma fantasia. Queria ser algo que não era. Acho que realmente sou um caso perdido. Esses doces não são para mim.

CHAPEUZINHO-VERMELHO: Você é alguém por quem Jesus morreu. Muitas pessoas acham que o caso delas é perdido, porque são más. Fazem coisas más. Esse é um engano que pode custar muito caro.

LOBO-MAU: Acho que vou experimentar este doce, o arrependimento.

 (Degustando) Você tinha razão. Essas promessas são também para mim. (Olhando para o céu).

 Jesus, eu te convido a entrar no meu coração. Eu sei que errei. Que atrapalhei a Tua obra. Sei que sou uma vergonha. Mas aceita o meu coração. Não quero mais ser lobo, quero ser ovelha do teu pasto. Este coração agora te pertence. Minha vida eu entrego a ti para sempre. Amém.
(Lobo-Mau Vai em direção a saída.)

CHAPEUZINHO-VERMELHO: Onde vai?

LOBO-MAU: Preciso resolver uma pendência. Vou soltar todas as crianças que eu prendi, pois o Senhor diz: Aquele que não receber o reino de Deus como uma criança, não entrará nele." (Mc 10, 15)

ENTRA AS CRIANÇAS, A VOVÓ E DÃO AS MÃOS A CHAPEUZINHO E AO LOBO. CANTAR UMA MÚSICA.

MÚSICA:Sim Jesus – Aline Barros



O Melhor Presente

Tita e Bidu são amiguinhos e muito pobres. O Bidu tá sempre reclamando, sempre resmungando, já Tita vive alegre, sabe aceitar coisas simples e grandiosas. Tita fala de Jesus, o presente de Deus para nós.

Os personagens podem ser humanos ou bonecos(fantoches)

Dêem graças em todas as circunstâncias, pois esta é a vontade de Deus para vocês em Cristo Jesus.
 
TITA: Que dia lindo!                                       
BIDU: Olá, Titã, tudo bem?
TITA: Tudo, e com você?
BIDU: Comigo vai tudo mal!
TITA: Tudo mal?! Por que, Bidu?
BIDU: Hoje é o Dia das Crianças, e eu gostaria de ganhar um presentão, mas ganhei um presentinho.
TITA: Deixe de ser ingrato, você deve agradecer a Deus, porque você ganhou presente. Eu não ganhei nenhum e nem por isso estou reclamando.
BIDU: Sabe o que é, Titã, no ano passado teve um festão na minha rua e o dono da festa falou que quem colocasse o sapato na janela,ele iria colocar um presente. Então coloquei o sapato do meu pai
para ganhar um presentão e ganhei uma loção de barba!
TITA: Ah! Ah! Ah! É por isso que você sempre se dá mal. Você enganou a si mesmo . Ah! Ah! Ah! Ora, Bidu, você não sabe agradecer, está sempre insatisfeito, reclamando de tudo e ainda por cima é egoísta.
BIDU: Egoísta, eeeuuuuu?!
TITA: É egoísta, egoísta mesmo. Está sempre pensando em você e não consegue pensar porque seus pais não puderam lhe dar um presente melhor. A minha mãe me deu um gostoso beijo e um abração.
BIDU: Só isso?
TITA: E eu acho melhor que tudo. E depois ela me falou de um presente que o pai de todo mundo quer nos dar. Ele é o melhor de todos.
BIDU: Oba! Como eu faço para encontrar esse pai de todo mundo e ganhar esse presente, hein?!
TITA: Você pode aceitar esse presente ou não.
BIDU: Ah! Então não deve ser bom, se fosse bom eu não precisaria recusar.
TITA: Bidu, tem muita gente que não quer, mas não sabe o que está perdendo!
BIDU: E o que elas podem estar perdendo?
TITA: A salvação!
BIDU: Salvação?
TITA: Vou explicar. Essa pessoa é o dono de tudo, de todo ouro, de toda prata e de toda espécie de pedras preciosas que existe na terra.
BIDU: Puxa! Então ele é muito rico e pode me dar um presente bem grande.
TITA: Você só pensa nisso, Bidu. As pessoas precisam pagar para nos dar um presente. Isso não significa ter o presente que quiserem. Mas aquela pessoa no dá um presente de graça, não precisa pagar.
BIDU: É mesmo?! E quem é essa pessoa? Quem é? Quem é?
TITA: É Jesus, e quando nós e aceitamos, reconhecemos que Ele é o nosso Salvador, e que só ele perdoa os nossos pecados. Então, ele passa a ser o nosso melhor presente.
BIDU: Ah! Eu não quero uma pessoa, Tita, eu quero um presente.
TITA: Mas é o nosso maior presente. Deus deu o seu único filho pra morrer por nós, para que fôssemos salvos. Ele está preparando um lugar no céu para os que quiserem aceitá-lo. O céu é um lugar especial, onde vamos vê-lo face a face, ficar pertinho dEle. Bidu, você daria o seu filho para morrer pelo mundo?
BIDU: Eu hein, Titã! Você ta doida?
TITA: Será que Jesus também deveria estar doido quando morreu na cruz por você, um menino egoísta e mau?
BIDU: Eeeuuuuu, você acha, é?
TITA: Acho!
BIDU: Sabe de uma coisa... (CHORA) você tem razão, eu não passo de um menino mau. O meu pai está desempregado, e ele faz um esforção para me dar esse presentinho com tanto carinho, e eu tão mau que sou ainda fiz malcriação. Coitadinhos dos meus pais! (CONTINUA CHORANDO) Eu nunca sei me conformar com o que podem me dar. Estou sempre deixando-os tristes. Sabe, Tita?
(CHORA)
TITA: O que é, Bidu?
BIDU: Eu não sou merecedor de entrar lá, naquele lindo lugar, e nem mereço nenhum presente!
TITA: Não é assim também, Bidu. Agora você está arrependido e sabe que Jesus pode perdoar os pecados. É só pedir perdão aos seus pais e a Deus, para que seus pecados sejam perdoados, e
Jesus será o seu melhor presente!
BIDU: Obrigada por ter me ensinado tudo isso e que Jesus é o nosso melhor presente.
TITA: Bidu, vou cantar uma canção para você. É assim:
Eu tenho um tesouro
Eu tenho sim
Eu tenho um tesouro
Dentro de mim
Esse tesouro tem muito valor
Esse tesouro é Jesus Cristo
Meu Salvador

TITA: Aprenderam, crianças? Então, se vocês acham que Jesus é o melhor presente, cantem também. (CONVIDÁ-LAS A CANTAR)

Missões Com Alegria

PERSONAGENS:
- Coração
- Termômetro-
- Fé
-Dona Oração
- Irmão 1
- Irmão 2
- Irmão 3
- Irmão 4

Dirigente do culto
Para esta peça não é necessário cenário, apenas fantasias para o Termômetro, para o
Coração para Fé e a Dona Oração se for necessário.
Estes personagens devem ser muito engraçados e tirar o máximo proveito dos seus
figurinos e gestos exagerados. Lembre-se, é uma peça cômica.


(Entra o Coração e atrás dele entra também o Termômetro.)

DIRIGENTE: Meu Deus!, Ele trouxe um visitante, vamos ver no que isso dá!

TERMÔMETRO: Coração, você tem certeza que hoje eu vou esquentar mesmo?...

CORAÇÃO: Claro que vai, hoje é o dia determinado para a oferta de missões e as pessoas
desta igreja já conhecem o bastante sobre missões para poder ofertar. Também, viram
uma esquete de teatro, poesia e ouviram até missionários.
TERMÔMETRO: Sei não Coração! Tá me dando um friozinho na barriga.
CORAÇÃO: Você também é negativo heim!!! Eu duvido que as pessoas sejam assim
tão geladas como você está.
(O marcador do Termômetro está abaixo de zero)
TERMÔMETRO: Não é Coração!; houve época em que eu me esquentava
mais, sabia? Mas de uns tempos para cá os meus graus foram baixando,
baixando, baixando...

CORAÇÃO: Ah! Termômetro deixa de ser pessimista. Hei, olha lá! Está chegando dois irmãos e
aposto que estão falando de missões, você vai ver seu marcador subir já, já.
TERMÔMETRO: (Duvidando) Espero.
A cena dos diálogos dos “irmãos” acontece em um plano diferente, onde não há relação
deles com os demais personagens. (Os irmãos entram conversando em “off” e de repente
um fica exaltado)
IRMÃO 1:Duzentos reais?!! Vai ofertar tudo isso?
(O Termômetro que está mais do lado, fica todo entusiasmado e o seu marcador vai até as
alturas.)
TERMÔMETRO: “Puxa vida”! Duzentos!?
CORAÇÃO: (Todo alegre) Eu não disse, eu não disse!!!
IRMÃO 2: Não!!!, foi minha mulher (marido) que sugeriu esta quantia só porque estou de férias
e recebi a mais. Porém, ela (ele) se esquece que no mês que vêm as contas são as mesmas e o
salário é totalmente diferente.
(Enquanto ele fala, o Termômetro vai esfriando e fala para o Coração todo triste:)
TERMÔMETRO: Pensei que fosse hoje.
CORAÇÃO: Também pensei.
IRMÃO 1: É irmão, cada um sabe onde o calo aperta. Mas você esta pensando em doar quanto?
IRMÃO 2: Estou pensando em doar uns R$ 30,00 reais, juntando com os demais é uma boa
ajuda, você não acha que tá bom?
IRMÃO 1: Ah!... não sei, você é que sabe.
IRMÃO 2: E você vai doar quanto?
IRMÃO 1: Bem... está difícil, estou até sem dar o meu dízimo porque o dinheiro não está dando
nem para pagar as contas.
IRMÃO 2: Mas você não ganha bem?
IRMÃO 1: Como te contei meu filho ficou me enchendo até me fazer colocar velox somente
para entrar na internet mais rápido e ainda por cima troquei de carro no mês passado; sem
falar da minha mulher que está doente e tem gastado tanto com remédio. Por aí se vai, o
dinheiro some.
(Os dois saem falando sobre missões.)
IRMÃO 1: Missões precisa tanto de ajuda, mas ultimamente anda difícil fazer uma boa oferta.
IRMÃO 2: Verdade.
TERMÔMETRO: Não disse Coração, a situação está preta.
CORAÇÃO: Sabe Termômetro no dia que passou aquele filme sobre missões fiquei tão comovido
com aquelas cenas das pessoas perdidas por este mundo a fora, com sede e fome de algo que
eles não conhecem. Pensei que fosse explodir de tanta comoção, por isso tinha certeza de que
hoje você esquentaria. São tantos precisando conhecer a misericórdia de Deus!

TERMÔMETRO: 
Ah! Coração, não fique triste, talvez eles tenham esquecido aquele versículo de
Miquéias 6:8 (fala com muita ousadia) “Ele te declarou, ó homem, o que é bom. E o que o
Senhor pede de ti, senão que pratiques a justiça, ames a misericórdia e andes humildemente
com o teu Deus?
CORAÇÃO: Sei não Termômetro, ainda tenho esperança. Ei, olhe lá, está chegando mais
alguém!
 TERMÔMETRO: Ah, é a Fé. E aí Fé, está sendo muito exercitada para missões?
FÉ: (Olhando para o marcador dele) Não Termômetro, acho que estou igual a você, em baixa.
(Olha para o Coração espantada) Porque o coração esta triste.?
TERMÔMETRO: É que falei para ele que as ofertas este ano está difícil, mas ele acha que só
porque viu e ouviu algumas coisas há alguns meses atrás, ia ficar cheio de compaixão pro resto
da vida.
FÉ: Ah, Coração, você nunca aprende heim.! Você não sabe que o que os olhos não vêem você
não sente?!
CORAÇÃO: É que as vezes esqueço que sou vulnerável. Muitos sentimentos em mim passam tão
rápidos.
: (Olhando longe) Então, não fique triste. Olha está chegando mais dois, vamos ver se você
acerta desta vez.
CORAÇÃO: (Com certo entusiasmo) Quem sabe nós dois juntos faríamos esse Termômetro
esquentar, heim dona Fé?!
TERMÔMETRO: Gostei da idéia. Talvez eles se lembrem daquele versículo de II Pedro 1:5 parte
a: “Por isso mesmo façam o possível para juntar a bondade à fé que vocês tem.”
FÉ: Ou àquele em Tiago 2:17: “Portanto a fé é assim, senão vier acompanhada de ações, é coisa
morta.”
CORAÇÃO: Ei, não tem um versículo com a palavra coração?
TERMÔMETRO:(Todo metido a sabidão) Eu sei hum!!!
FÉ: Agora não, pois está chegando gente, depois você fala.
(Os dois irmãos que estão entrando pelo corredor, vem bem devagar conversando sobre
futebol, quando estiverem próximos do púlpito, o 3O Irmão fala assustado:)
IRMÃO 3: Só R$ 10,00 reais irmão??!!
(O Termômetro ficará mexendo o marcador sem saber se é muito ou pouco, pois ele ainda não
conhece a história. Após ficar por dentro dos fatos, o marcador vai subindo devagar até chegar
quase ao topo. A Fé e o Coração ficam de mãos dadas como se estivessem fazendo uma
corrente.)
IRMÃO 4: Como sabe, estou desempregado há quatro meses, ontem recebi a última parcela do
meu auxílio desemprego, dei o dízimo e paguei o aluguel, luz, água e fiz uma compra de
alimentos. Ai dividi o que sobrou entre missões e condução para eu continuar procurando
serviço.
(O Termômetro vai lá em cima todo feliz e o Coração fala:)
CORAÇÃO: Não falei! Sabia que hoje você esquentaria.

IRMÃO 3: Irmão, mas o que faz você dividir ao meio o único dinheiro que tem para dar na
campanha de missões?
IRMÃO 4: Aí que tá irmão, guardo em meu coração a palavra que diz: “A fé é a certeza de que
vamos receber as coisas que esperamos e a prova de que existem coisas que não podemos ver”
Hebreu 11.1. Sei que Deus me abençoará por eu crer que Ele não deixa desamparado seus
filhos.
FÉ: Nossa, agora senti que me utilizarão com muito poder. Não falei Coração, só juntos é que
funcionamos.
IRMÃO 4: Conheço este versículo, mas não sei se teria coragem de fazer o que você fez. Faço
minha oferta para missões somente quando sei que não vai me atrapalhar monetariamente.
IRMÃO 3: Então você não tem fé. Não se comove com as informações obtidas de outros países?
Não se entristece ao ver tantos morrendo sem conhecer Jesus?
IRMÃO 4: Me comovo, mas estou sendo sincero com o irmão, primeiro penso no bem estar de
minha família.
IRMÃO 3:Irmão, não existe maior bem estar do que paz no coração e convicção de que muitas
pessoas poderão conhecer a palavra com a nossa ajuda.
IRMÃO 4: Eita irmão!, Desse jeito você me convence a doar mais do que pretendia.
IRMÃO 3: E quanto você pretendia doar?
IRMÃO 4: Tenho até vergonha de falar depois que você disse que dividiu seu dinheiro.
IRMÃO 3: Então, se pode fazer uma boa oferta, não fique com receio, pois Deus lhe retribuirá,
não conhece aquele versículo: “Não dê com tristeza no coração mais seja generoso; assim o
Senhor nosso Deus abençoará tudo o que você planejar e tudo o que fizer.“ Dt 15:10.
CORAÇÃO: Agora usaram a mim.
IRMÃO 4: Ouvi algumas vezes na Igreja, mas não sabia que existem pessoas com o coração tão
bom quanto o irmão. Vou aumentar a minha oferta agora mesmo.
IRMÃO 3: Que bom! Sei que não se arrependerá. Pois Deus é fiel. Vamos para a igreja agora. 
IRMÃO 4: Antes preciso passar no caixa eletrônico. E a propósito sua filha melhorou?
IRMÃO 3: Se não fosse eu mesmo te contar, não acreditaria. Ela refez o exame e deu negativo.
IRMÃO 4: Sério que benção!!!
IRMÃO 3: Pois é, só por Deus mesmo. Agora não preciso me preocupar com os remédios que
eram caríssimos, ela até parou com os que estava tomando.
IRMÃO 4: Testemunha isso na igreja.
IRMÃO 3: Claro que vou, é só ter oportunidade.
(Saem falando sobre missões)
IRMÃO 3: Me sinto tão bem ofertando para missões.
IRMÃO 4: Eles precisam muito.
(Assim que eles saem, o Termômetro fica todo eufórico.)

TERMÔMETRO: Vou esquentar, vou esquentar. Há, há, há!!!
CORAÇÃO: Não falei! Não sou tão venerável assim.
FÉ: (Para o coração) Somente com nós dois trabalhando juntos, não se esqueça.
TERMÔMETRO: Você, o Coração e a Dona Oração, que, aliás, não apareceu hoje por aqui.
CORAÇÃO: Xiiii, É mesmo ia me esquecendo dela. (Abraçando a Fé) Nós três somos infalíveis!
TERMÔMETRO: Vamos deixar de papo e ir embora logo que vocês precisam agir em outra igreja.
(Quando eles começam a sair, chega a Dona Oração correndo toda cheia de calor)
DONA ORAÇÃO: Olá crianças, cheguei atrasada?!
FÉ: Chegou Dona Oração, já terminamos por aqui.
DONA ORAÇÃO: É que eu estava em outra igreja e o pessoas de lá ofertavam tanto, tanto, que
não tive tempo de sair mais cedo. E por aqui, como anda as ofertas?
TERMÔMETRO: Acho que vai dar para esquentar.
CORAÇÃO: (Abraçando Dona Oração) Sabe Dona Oração, senti tanto a sua falta.
FÉ: Deixe de choramingar Coração e vamos embora logo que outra igreja nos espera.
DONA ORAÇÃO: (Fazendo manha) Espera ai pessoal, quero ver o pessoal ofertar.
FÉ: Ah, Dona Oração não vai dar, estamos atrasados e o pessoal precisa ficar à vontade.
(Começam a sair novamente e a Dona oração resmungando)
DONA ORAÇÃO: Mas eu queria tanto.
CORAÇÃO: E o meu versículo?! Pensam que esqueci!!!
TERMÔMETRO: Ah, é mesmo. (Convencido olha para a Fé) Você conhece Colossenses 3:23-24?
FÉ: (Mais convencida ainda, volta, sobe no palco, olha para a igreja e fala com ousadia) “O que
vocês fizerem façam de todo o coração, como se estivesse servindo o Senhor e não as pessoas.
Lembre-se que o Senhor lhes dará como recompensa aquilo que ele tem guardado para o seu
povo, pois o verdadeiro Senhor que vocês servem é Cristo.
TERMÔMETRO: Gostou coração?
CORAÇÃO: Eu gostei, tem mais?
TERMÔMETRO: Um monte. Quer ouvir mais um?
FÉ: Pára de ser convencido Termômetro.
(Saindo com comentários alegres)
DIRIGENTE: (Volta para o palco) Irmãos, esta foi um maneira alegre de dizer a vocês que nós
podemos ofertar, pois Deus nos prepara para isso. Se orarmos com fé e com um coração
verdadeiro antes de nossa oferta, os missionários serão enviados para pregar; e pregarão para
que os povos ouçam, e ouvindo crerão, e crendo invocarão a Jesus o Senhor. Nós preparamos
este culto especial para fazermos esta doação, pois além de estarmos contribuindo com
recursos financeiro, estaremos fazendo nossa maior contribuição que é de estarmos juntos na
luta contra a morte eterna e isso com certeza nos traz alegria.